Love and Rockets: HQ punk rock e feminista

Categorias Leituras

capa-Locas-Maggie-a-Mecânica

Já falei aqui no blog de uma banda dos anos 80 chamada Love and Rockets, pois bem, o nome dessa banda é baseada em uma série de quadrinhos homônima dos anos 80, considerada uma das melhores séries de HQs de todos os tempos.

Escrita pelos irmãos Gilbert e Jaime Hernandez, com a participação de seu irmão Mario em alguns trabalhos, o título traz dois núcleos de histórias: Palomar e Lôcas. A primeira edição foi lançada e 1981 e a série segue sendo publicada até hoje. Infelizmente eu ainda não cheguei a ler as histórias de Palomar, de autoria de Gilbert Hernandez, então vou focar no que li do volume Lôcas: Maggie, a Mecânica publicado por aqui em 2012 pela Gal Editora e de autoria de Jaime Hernandez. Algumas histórias chegaram a ser publicadas aqui no Brasil em 1991, e se você procurar talvez encontre essas raridades em algum sebo bom.

“Enquanto os foguetes nessas histórias parecem nunca funcionar e o amor apenas ocasionalmente, as histórias em si funcionam à perfeição.”
– Alan Moore, autor de Watchmen, V de Vingança e A Liga Extraordinária

Lôcas segue a vida de Margarita Luisa “Maggie” Chascarrillo e Esperanza “Hopey” Leticia Glass e sua relação de amizade, e às vezes romance, ao mesmo tempo em que apresenta personagens totalmente reais e cheios de personalidade: Maggie é uma mecânica prosolar e Hopey é baixista de uma banda punk. Além delas, temos  personagens femininas igualmente fortes como Beatriz “Penny Century” Garcia, que sonha ser uma super-heroína e tem um caso com um milionário literalmente chifrudo, Isabel “Izzy” Ruebens, amiga e espécie de mentora de Maggie, a campeã de luta livre Rena Titañon e um leque de personagens igualmente interessantes.

LoveAndRockets

O grande mérito de Jaime Hernandez é tratar o universo feminino da maneira como deve ser, as garotas tem crises, cortam o cabelo, engordam, emagrecem, envelhecem, tem TPM, sonham com o amor, ao mesmo tempo em que tem uma sexualidade natural, e são fortes. Poucos são os autores homens que conseguiram retratar esse universo de uma maneira tão honesta. Além, é claro, das protagonistas serem mulheres reais, no mundo dos quadrinhos isso é uma coisa rara.

As histórias têm forte influência punk (Jaime teve uma banda punk com os seus irmãos chamada Nature Boy), e o cenário é totalmente mexicano punk, com pixo na parede e rebeldia, o Hoppers 13, onde a maioria das histórias se passa, é o reduto mexicano da história.

“O autor entende tanto de menstruação quanto de sexo, rock and roll… E foguetes!”
–  Antero Leivas, prefácio Lôcas: Maggie, a Mecânica

maggie

Se você gosta realmente de quadrinhos não vai ter como não se apaixonar por essa série tão densa e ao mesmo tempo tão divertida. A Gal Editora está relançando os volumes de Love and Rockets em edições encadernadas muito bem feitas e já lançou dois volumes por aqui: Lôcas: Maggie, a Mecânica e Lôcas: As Mulheres Perdidas. Eu já garanti os meus e se fosse você também iria atrás dessa beleza de HQ.

Referências:
http://www.galeditora.com.br
http://revistaogrito.ne10.uol.com.br/page/blog/2012/09/06/garota-sequencial-o-retorno-de-love-rockets/
http://contraversao.com/love-and-rockets-a-volta-do-quadrinho-mais-divertido-de-todos-os-tempos/
http://www.fantagraphics.com/series/loveandrockets/

 

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Comecei escrevendo sobre música e me apaixonei pela escrita.

1 ideia sobre “Love and Rockets: HQ punk rock e feminista

Deixe uma resposta