Eu já havia falado sobre uma série de quadrinhos chamada Love & Rockets criada pelos irmãos Mario, Jaime e Gilbert Hernandez. Essa série se dividia em dois núcleos: as Lôcas e as histórias de Palomar. Na época em que eu escrevi o post ainda não tinha conseguido ler o arco de Palomar, mas no ano passado o título foi relançado aqui no Brasil por outra editora e só então eu pude conferir as tão faladas histórias desse vilarejo perdido em algum lugar da América Latina e não me decepcionei.

Sopa de Lágrimas

As histórias tiveram início nos anos 80 quando os irmãos produziam uma revista chamada Love & Rockets com as histórias de Lôcas, escritas por Jaime, que tinham como cenário o universo punk de Los Angeles com as protagonistas Maggie e Hopey, e os contos de Palomar de autoria de Gilbert. Eles resolveram mandar os seus desenhos de brincadeira para uma editora, achando que ninguém se interessaria, e acabaram sendo convidados para trabalhar com a Fantagraphics, que publica a série até hoje.

Em pouco tempo as histórias dos irmãos Hernandez já tinham fãs ilustres como Neil Gaiman e Alan Moore e já figuravam como uma das melhores produções de quadrinhos de sua época.

“Sou fã. Muito fã. E fico até perplexo que esse material não seja amplamente reconhecido como uma das melhores obras literárias dos últimos 35 anos. Porque é disso que se trata.”
– Neil Gaiman

Em Sopa de Lágrimas conhecemos os habitantes de Palomar, vilarejo esquecido em algum lugar da América Latina, que carrega muitas semelhanças com o universo de Gabriel García Márquez e o seu realismo mágico, apesar de Gilbert só ter conhecido a obra de García Márquez depois de já ter lançado mais de dez edições de Love & Rockets.

Sopa de Lágrimas

A história começa apresentando a parteira Chelo que ajudou a trazer ao mundo grande parte dos habitantes do vilarejo e observou a vida deles seguir em diferentes direções ao longo do tempo, a própria Chelo não pode mais ter filhos depois de levar uma surra do pai e acabou se conformando com o destino de trazer outras crianças à vida.

A partir daí somos apresentados a diversos personagens que vão crescendo, se apaixonando, sofrendo, aprendendo e envelhecendo ao longo dos capítulos. Cada história nos mostra um mundo cru e ao mesmo tempo cheio de misticismo e esperança, somos levados a participar dos infortúnios e realizações dos personagens sem nunca cair nas soluções óbvias. Chelo também trabalha como bañadora na cidade e vê o seu trabalho ameaçado com a chegada de Luba, uma bañadora concorrente que acaba roubando os seus clientes, o que causa um certo conflito entre as duas, mas que se resolve de uma maneira muito interessante. Há também as disputas amorosas, dois amigos que foram criados juntos e se veem amando (ou se aproveitando) da mesma mulher.

No meio disso tudo também há espaço para a crítica social com a chegada de um fotógrafo americano querendo registrar a beleza daquele lugar perdido no tempo, mas sem dar muita bola para o que os moradores realmente acham e levando vantagem nisso, os próprios personagens se perguntam se a vinda daquele estrangeiro foi benéfica para a vila. Tudo isso em capítulos que vão amarrando a história de um jeito inesperado e que transforma os personagens em velhos conhecidos nossos quando chegamos ao fim.

Sopa de Lágrimas

Se você não gosta muito de quadrinhos vai se pegar lendo uma novela mexicana cheia de reviravoltas e dramas muito mais complexos e profundos do que aquela novela das nove que você está acostumado, mas sem perder o bom humor e a sensualidade típicos dos latinos.

“Imagine uma telenovela mexicana misturada com a intensidade dramática de Federico García Lorca, apaixonada pelas personagens femininas, mas produzida com a exuberante luxúria de um pornô-soft. Então espalhe isso por uma crua HQ em preto e branco.”
– Time

Sopa de Lágrimas é tudo isso descrito acima e muito mais, vale a pena ir atrás das histórias. A editora promete lançar mais dois volumes nos próximos anos e vamos ficar aguardando ansiosamente por novas histórias.

Sopa de Lágrimas

SOPA DE LÁGRIMAS
De Gilbert Hernandez
[Veneta, 292 páginas, R$ 79,90]
Tradução: Marina Della Valle

Referências:
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2016/08/1797396-serie-de-quadrinhos-love-and-rockets-e-relancada-na-integra-no-brasil.shtml
http://revistaogrito.ne10.uol.com.br/page/blog/2016/11/10/critica-hq-sopa-de-lagrimas-e-a-educacao-sentimental-de-gilbert-hernandez/
http://www.universohq.com/reviews/sopa-de-lagrimas/

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Comecei escrevendo sobre música e me apaixonei pela escrita.

Deixe uma resposta