Saudações de Tim Buckley

Categorias Cinema
Saudações de Tim Buckley

Saudações de Tim Buckley (Greetings From Tim Buckley, 2012) se passa em 1991, e mostra o período em que o então desconhecido Jeff Buckley (Penn Badgley) é convidado para participar de um show em tributo ao seu pai Tim Buckley, grande cantor folk idolatrado por muitos. Nos dias que precedem o concerto, Jeff tem que lidar com suas dúvidas e com o legado do pai famoso que ele sempre renegou.

Saudações de Tim Buckley
Saudações de Tim Buckley

A história é contada simultaneamente em 1966 e 1991, mostrando um jovem Tim Buckley (Ben Rosenfield) em turnê enquanto sua esposa, grávida de seu primeiro filho, espera em casa. Os caminhos e escolhas de pai e filho são mostrados, traçando um paralelo da carreira dos dois e os motivos da falta de contato de Tim com seu filho, que ele nem chegou a ver nascer e se divorciou da esposa quando ele ainda era um bebê. O fim trágico da carreira dos dois também é um ponto a ser levado em consideração, Tim Buckley morreu de overdose aos 28 anos, enquanto Jeff morreu afogado aos 30 anos, o que traz uma melancolia a história.

O filme da destaque também para o romance de Jeff com uma misteriosa estagiária da equipe do show, essa parte é dispensável e chega até a ser meio clichê: a garota bonita e misteriosa que ajuda o nosso jovem cantor a encontrar sua voz e blá,blá, blá…

Contudo ele vale muito a pena pela bela trilha sonora cantada em parte pelo ator Penn Badgley e com músicas de Tim Buckley, com direito até aos primeiros riffs de Grace, música do primeiro álbum de Jeff Buckley. A família de Jeff Buckley não liberou as canções dele para o filme, mas ainda assim o repertório é rico em performances de Pen Badgley, inclusive cantando Lilac Wine.

Para quem gosta de Jeff e Tim Buckley e de boa música esse filme é uma bela maneira de relembrar esses dois grandes cantores da sua geração.

Veja o trailer:

 

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Editora nos blogs “Las Pretas” e “Sopa Alternativa”, também colaboro com o “Delirium Nerd” e “Blogueiras Negras”.

1 ideia sobre “Saudações de Tim Buckley

Deixe uma resposta