Escolhi esse assunto por ter uma grande paixão por bateria, por ser mulher, negra e baterista iniciante. Iniciei o curso em 2009, mas logo parei sem muita motivação (deixo essa história pra outra postagem). Recentemente voltei pro curso de bateria! Meu pai é baterista e acho que isso me incentivou um pouco. Mas se tem uma coisa que tenho percebido é quão poucas mulheres na bateria se tornam famosas! Como a gente mesmo escuta que “Ringo do Beatles foi um dos melhores bateristas de todos os tempos” e desde de adolescente sempre gostei de bandas formadas por mulheres, nesses últimos dias pensei em fazer essa postagem incrível selecionando mulheres negras que mandam muito bem na bateria. Mulheres que você precisa conhecer. E elas detonam!

Leia também:
As Mulheres Negras no Rock em 50 canções.

CYNDI BLACKMAN SANTANA

Cindy Blackman - baterista

Baterista do gênero jazz e rock, nascida nos Estados Unidos, ela também é conhecida como Cindy Blackman, uma das melhores bateristas, de todos os tempos. Tocou ao lado de Lenny Kravtz e é casada com o guitarrista de rock Carlos Santana. Já gravou álbuns de Jazz solo. O mais incrível foi o seu contato com a bateria aos 7 anos de idade quando foi a uma festa de aniversário de um amigo, indo ao banheiro ela olhou para outro espaço da casa e avistou a bateria e pulou em cima! Aos 13 anos de idade Cyndi já se interessava por jazz, ela estudou na escola de música Hartt School of Music e ganhou seu primeiro quite de bateria aos 14 anos. Isso também a faz ser fera no que faz.  Quando adolescente frequentava a Igreja Batista, o que fez ter seu lado mais espiritual. “Eu acredito que a música é tão sagrada que, uma vez que você está tocando, você está fazendo o trabalho de oração, esteja você consciente disso ou não, porque você tem uma intenção focada”, diz Blackman.

ALICIA WARRINGTON

Alicia Warrington

Alicia, antes de se tornar baterista estava em dúvida entre a música e o esporte, ela queria também ser lutadora de box. “Minha mãe começou a me levar para lutas de wrestling quando eu tinha quatro anos de idade”, diz Alicia. “A maioria das crianças queria ir ao circo – eu queria ir para combates”. Mas preciso mencionar que já conversei com essa maravilhosa! Entrei em contato com ela via Facebook, um dos motivos foi que antes mesmo de ter acesso a internet eu conheci Alicia pela MTV, sim! Ela tocou na Banda da Kelly Osbourne, quem se lembra do clipe Come Dig Me Out? Foi nesse clipe que eu vi representatividade, pra mim naquela época era como assistir um desenho animado e descobrir um super-herói e sempre voltar a vê-lo! Anos se passaram e lembrei da Alicia e então foi quando entrei em contato e acreditem ela foi muito, mas muito legal comigo e como ela foi acessível me incentivando a não parar de tocar! Ela toucou ao lado da Kate Nash, juntas foram do coletivo feminista Girls Gang, que eu acompanhei um pouco via Youtube. O que a torna ainda mais especial, essa super mulher e baterista, pra mim, é seu jeito de ser. Participou do American Idol em 2012 e em 2015 que lançou sua própria banda Dohrn.

CORA COLEMAN DUNHAM

Cora Coleman Dunham

Primeira líder feminina de precursão de Howard na Thunder Machine, Cora conquistou o 1° lugar de 5 mil bateristas no anual Drum-Off de 2002 do Guitar Center. Isso a contemplou com o título de melhor baterista mulher nacional. Ela iniciou com a música na Kashmere High School com o William Portis e na igreja de Mamie L. Johnson. Formada em Ciências pela Universidade Howard. Tocava nas bandas de marcha dos concertos, Cora e seu marido tocaram ao lado do artista pop internacional, Prince por 5 anos, também tocou ao lado de P!nk. E a melhor informação: ela tocou com Beyoncé por 2 anos, onde foi líder de seu grupo instrumentista. E também fez parte do Black Girls Rock Anual da BET.

*Texto publicado originalmente no blog: COISA DE NIE.