Swervedriver: uma banda lendária dos anos 90

Categorias Música

Swervedriver

A década de 90 foi provavelmente a última era em que a música teve movimentos e bandas que inovaram e criaram trabalhos de expressão que influenciaram a juventude da época e influenciam o mundo até hoje. O cenário alternativo da época era tão bom que até bandas menores deixavam no chinelo qualquer outra banda indie fashion que tenha surgido nos anos 2000.

Por obra do acaso conheci o Swervedriver por um amigo fã de videogames que postou um link de uma música chamada Last Train to Satansville, que era trilha sonora de um jogo que ele gosta. Ouvi e me apaixonei pelo som dos caras, que eu nunca tinha ouvido falar, e a partir daí meu mundo ficou maior graças ao Swervedriver.

Swervedriver é uma banda inglesa de shoegaze (subgênero do rock alternativo surgido nos anos 80 no Reino Unido) formada no começo dos anos noventa pelo vocalista e guitarrista Adam Franklin, Jimmy Hartridge, vocalista e também guitarrista, o baixista Adi Vines, e o baterista Graham Bonner.

O embrião da banda foi gerado em 1984 sob o nome de “Shake Appel” com Adam Frankilin e seu irmão Graham Franklin, junto com Jimmy Hartridge, Paul Wilson no baixo e Paddy Pulzer. Juntos eles criaram alguns singles, porém em 1988 a banda se desfez. Tempos depois, já com a entrada de novos membros, e depois de trabalharem em novos singles como Son of Mustang Ford e Afterglow,  o Shake Appel ganhou o novo nome de “Swervedriver”.

Em setembro 1991 eles lançaram o seu primeiro álbum: Raise, que continha músicas como Son of Mustang Ford, Rave Down e Sandblasted. Após uma troca de bateristas no meio da turnê houve boatos de que a banda iria se separar, contudo em 1993 eles ressurgiram com um novo baterista chamado Jez Hindmarsh e lançaram o seu segundo álbum Mezcal Head que trazia o single de maior sucesso deles: Duel e também a música que me fez conhecê-los: Last Train to Satansville. Nesse período a banda excursionou pelos EUA com grupos como o The Smashing Pumpkins.

Ejector Seat Reservation foi o terceiro trabalho do grupo lançado em abril de 1995, mas esse álbum não chegou a ser lançado nos EUA por problemas de direitos autorais com Bobby Dylan. Em 1998 foi lançado 99th Dream, o último álbum de estúdio do grupo que entrou em hiato em 1998 e só voltou a se reunir dez anos depois em 2008 estando até hoje em atividade. Em outubro desse ano Adam Franklin viria tocar aqui com sua banda Bolts of Melody no Rockers Noise Festival, mas o festival foi cancelado.

O Swervedriver é uma das bandas símbolo dos anos 90 por seu estilo de shoegaze e uma das bandas do cenário do Reino Unido que se tornaram referência antes do britpop estourar no mundo, eles continuam mandando bem até hoje e só falta um álbum novo para alegrar a vida dos fãs.

Principais músicas do Swervedriver:

Last Train to Satansville

Never Lose That Feeling

Son Of Mustang Ford

Duel

The Birds (Live on KEXP)

 

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Comecei escrevendo sobre música e me apaixonei pela escrita.

2 ideias sobre “Swervedriver: uma banda lendária dos anos 90

  1. O amigo que curte jogos né, eis-me aqui =P
    Bom saber que curtiu tanto a banda, achei que ninguém nem ouviria justamente por ser obscuro, mas no caso não sabem o que perderam.
    E o jogo em questão é o Road Rash, clássico de 3DO (e posteriormente Saturn e PSone) que tinha muita coisa boa além dela, como várias músicas do SoundGarden
    Excellent Post!

Deixe uma resposta