10 grandes parcerias de David Bowie

Categorias Música
David Bowie e Freddie Mercury

David Bowie, que faleceu no último dia 10 de janeiro, foi um dos artistas mais criativos e originais de todos os tempos e ao longo de mais de 50 anos de carreira ele, além de produzir trabalhos únicos, emprestou o seu talento em parcerias e colaborações com os mais variados artistas. De John Lennon a Placebo ele passou pelas décadas colaborando com os melhores artistas de cada período.

Foram muitas parcerias, mas selecionei dez delas para manter o camaleão sempre presente em nossa vida.

John Lennon: “Fame”

David Bowie e John Lennon tinham uma relação de respeito e admiração, e em uma sessão de gravações em 1975 os dois criaram um dos hits mais grudentos e mais críticos sobre o que é a fama. Lennon fez os backing vocals e a música foi o primeiro destaque de Bowie nos EUA.

Luther Vandross: “Young Americans”

Bowie se interessou pelo soul em 1975, ele se mudou para os EUA a fim de aprender mais sobre esse estilo, Luther Vandross, que foi um dos maiores nomes na época, ajudou David Bowie nos vocais do seu álbum Young Americans. E Bowie ajudou a impulsionar o início de carreira dele. Quando Vandross se tornou uma estrela ele retribuiu o favor tocando a música de Bowie nos shows.

 Iggy Pop: “The Passenger”

Iggy Pop já chegou a declarar que David Bowie salvou a vida dele, e Bowie colaborou em seu álbum The Idiot quando Iggy Pop estava no fundo do poço. o músico disse que a amizade com David Bowie foi a luz na vida dele.

Queen: “Under Pressure”

Essa é a parceria mais famosa, Freddy Mercury com David Bowie foi uma das maiores parcerias de todos os tempos, e tudo surgiu quando o Queen e Bowie que estavam gravando no mesmo estúdio em 1981, e uma brincadeira com uma base de baixo resultou em “Under Pressure”.

Tina Turner: “Tonight”

Tina Turner incluiu a música de Bowie, Tonight, em seu repertório e colocou um pouco de Reggae no meio. Bowie apareceu e deu o charme que faltava.

Mick Jagger: “Dancing in the Street”

Bowie sempre foi fã de Mick Jagger, e os dois uniram forças no cover de “Dancing in the Street”. O que rendeu um dos vídeos mais “memoráveis” de todos os tempos.

Trent Reznor: “I’m Afraid of Americans”

O Nine Inch Nails abriu alguns shows de Bowie nos anos 90 e Trent Reznor contribui para a fase industrial do Camaleão. No single “I’m Afraid of Americans” Reznor persegue Bowie pelas ruas de Nova Iorque e quem não ficaria com medo daquele olhar de maluco? #tenso

Placebo: “Without You I’m Nothing”

O Placebo fazia nos anos 90 o que Bowie fez nos anos 70, o visual andrógino de Bryan Molko foi muito influenciado pela figura do cantor na época de Ziggy Stardust. Reza a lenda que David Bowie pediu para participar de “Without You I’m Nothing” e assim surgiu a parceira mais depressiva/maravilhosa que podia existir.

Massive Attack: “Nature Boy”

O Massive Attack estava relutante em participar da trilha sonora do filme Moulin Rouge, mas quando eles souberam que trabalhariam com David Bowie eles toparam na hora.

Arcade Fire: “Reflektor”

Os músicos do Arcade Fire não puderam acreditar quando David Bowie, que era fã da banda, aceitou o convite para participar dos vocais de “Reflektor” e eles ainda gravaram a participação no mesmo estúdio em que Bowie gravou “Fame” com John Lennon em 1975. Banda boa e de sorte.

 

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Editora nos blogs “Las Pretas” e “Sopa Alternativa”, também colaboro com o “Delirium Nerd” e “Blogueiras Negras”.

Deixe uma resposta