As origens do Grunge com o Mother Love Bone

Categorias Música
Mother Love Bone
Mother Love Bone
Mother Love Bone

Se você gosta de Pearl Jam é provável que conheça a banda Mother Love Bone, se você não conhece, está perdendo uma grande chance de ouvir uma das  melhores bandas que antecederam o que viria a ser considerado o movimento grunge nos anos 90.

Após a separação do Green River, uma das bandas precursoras do movimento, os guitarristas Stone Gossard Bruce Fairweather junto com o baixista Jeff Ament resolveram seguir em frente e formar um novo grupo que juntasse as influências do punk dos anos 70, de bandas como os Stooges, e a sonoridade pesada do metal e hard rock dessa mesma época. Junto com Andrew Wood, vocalista do Malfunkshun na época, e o baterista Regan Hagar eles formaram o The Lords of the Wasteland. Com a saída de Hagar um tempo depois, Greg Gilmore entrou para o grupo que agora se chamava Mother Love Bone.

Como Mother Love Bone eles conseguiram um contrato com uma gravadora e em 1989 lançaram o EP Shine. Com a boa resposta que a banda vinha recebendo eles começaram a gravar o seu primeiro álbum e no começo de 1990 o álbum Apple foi lançado, mas logo a banda sofreria uma perda terrível.

Andrew Wood sempre foi conhecido como um vocalista carismático e sem limites, logo no começo de sua carreira com o Malfunkshun já estava envolvido com drogas, porém com o Mother Love Bone a situação se agravou. No dia 16 de março de 1990, após completar um mês na reabilitação e passar 166 dias sóbrio, Andrew foi encontrado inconsciente por sua noiva Zana em seu quarto após ter sofrido uma overdose de heroína, ele ficou três dias em coma e faleceu no dia 19 de março, quando sua família autorizou que desligassem os aparelhos.

Esse era o fim prematuro do Mother Love Bone, com a morte do seu vocalista a banda se dissolveu e seu primeiro álbum nunca chegou a ser promovido.

No entanto Stone e Jeff continuaram trabalhando em novos projetos, depois de algum tempo conheceram o guitarrista Mike McCready e junto com Matt Cameron, então baterista do Soundgarden gravaram uma demo do Gossman Project e saíram em busca de um vocalista. Eddie Vedder respondeu com um remix da demo que havia recebido e após uma audição entrou para o grupo então conhecido como Mookie Baylock.

Chris Cornell era colega de quarto de Andrew Wood na época e sofreu muito com a morte do amigo, depois de um tempo compondo ele chamou Stone e Jeff e junto com Matt Cameron, Eddie Vedder e Mike McCready o Temple of the Dog foi formado em tributo ao seu amigo Andrew. O nome do grupo saiu da canção Man of Golden Words e eles lançaram apenas um álbum e um vídeo em homenagem ao vocalista.

O Mookie Baylock acabou se tornando o Pearl Jam e o resto é história, mas o Mother Love Bone  foi uma das bandas que semearam o que estouraria um ano depois como o movimento grunge com bandas como Nirvana, Screaming Trees, Alice in Chains e o próprio Pearl Jam e é um grupo obrigatório para entender a sonoridade da época.

Mais do Mother Love Bone:

Holy Roller:

Stardog Champion:

Stargazer:

This is Shangrila:

Gentle Groove (Seattle, 1989):

Chloe Dancer – Crown of Thorns (Seattle, 1989):

Man of golden words:

 

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Editora nos blogs “Las Pretas” e “Sopa Alternativa”, também colaboro com o “Delirium Nerd” e “Blogueiras Negras”.

Deixe uma resposta