Yung Cheng Lin e a sua fotografia desconfortável

Categorias Destaque, Fotografia

O trabalho do fotógrafo taiwanês Yung Cheng Lin, também conhecido como 3cm, explora o corpo feminino e as suas questões em construções geométricas e narrativas únicas que, muitas vezes, geram desconforto no espectador.

O fotógrafo (que em muitos sites brasileiros é creditado erroneamente como sendo uma mulher), baseia o seu trabalho em como o corpo feminino é inserido na sociedade. O artista declarou para o site Creators Project:  “A ideia principal é discutir a questão da moralidade no que se refere à mulher… A definição que a sociedade atual deu à mulher é muito limitada e preconceituosa, e a mídia exerce grande influência sobre isso.”

O artista classifica o seu trabalho como o “surrealismo na realidade” e grande parte dos cenários são parte do seu cotidiano. As linhas vermelhas que ele insere no corpo das modelos, são referência a religião chinesa, que diz que todos tem um fio vermelho ligado ao corpo, e ele usa essa representação no corpo da modelo para criar dor e empatia em quem olha as suas fotos.

“O corpo humano é o meio mais direto de criar sensações nas pessoas empaticamente. Também escolhi uma modelo feminina para deixar as pessoas repensarem o que este trabalho significa do ponto de vista masculino. Isso é atrativo e interessante.”
– Yung Cheng Lin em entrevista para o site Notey.

Grande parte do trabalho do artista é questionar o corpo feminino e tentar gerar empatia no espectador, seja usando a dor ou em narrativas perturbadoras e muitas vezes desconfortáveis.

Veja mais fotos do artista:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Você pode saber mais sobre o trabalho de Yung Cheng Lin no seu Flickr e Facebook:
flickr.com/photos/3cm
facebook.com/by3cm

Referências:
http://www.notey.com/@emptykingdom_unofficial/external/7580933/ek-interview-yung-cheng-lin.html
http://thecreatorsproject.vice.com/pt_br/blog/a-manipulacao-do-corpo-feminino-pelo-fotografo-taiwanes-3cm

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Editora nos blogs Las Pretas e Sopa Alternativa.


Deixe uma resposta